Arquivo de março de 2008

Steeve Jobs versus Bill Gates: quem é o melhor?

Postado por auri em 30/mar/2008 Comentar

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=G4LNA6VCipg]

Circulando no YouTube um vídeo sensacional que mostra as divergências, diferenças e birras da Apple e da Microsoft. Steve Jobs é deus na terra da convergência e Bill não entende muito bem o que está acontecendo com o mundo sem janelas. Será preciso que um Comodore 64, em seu leito de morte reestabeleça a paz. Vale a pena ver. Para nerds e descolados.

Arte pública e educação

Postado por auri em 29/mar/2008 Comentar

Eduardo Srur, é um artista que utiliza seu talento para educar o olhar e consciência das pessoas. Agora, em São Paulo, às margens do Rio Tietê ele exibe suas 20 garrafas PET infláveis e gigantes.
Ele diz que “a intenção foi associar o objeto com a Semana da Água e chamar a atenção para a poluição da água”.

O trabalho faz parte da mostra Quase Líquido organizada pelo Itaú Cultural e que vai durar até o dia 25 de maio de 2008, em São Paulo. A curadoria é de Cauê Alves.

Para abordar as questões da vida urbana, 14 artistas trazem ao público 22 obras. Vale conferir

Fotos: UOL

Tudo é arte

Postado por auri em 20/mar/2008 4 Comentários

Depois da performance de Joseph Beuys, 1978, “Everyone an artist” (Todo mundo é artista), os artistas sentiram-se libertos.

Agora, espalhando pela cidade adesivos “ISTO É ARTE!”, colados em vários objetos e construções e lugares, Diogo Braga ensaia um outro discurso libertador: arte é o que você disser que é arte.

Flagramos um destes objetos em uma árvore recém cortada.

O conceito é simples, a idéia é democrática e de grande apelo social. Reproduza seus adesivos e cole aonde quiser. Esta obra não tem dono e nem suporte definidos. É de todos, para todos.

Isto é arte. Tudo é arte?

Posted by Picasa

50 anos do símbolo da paz

Postado por auri em 18/mar/2008 Comentar

Passaram-se cinquenta anos desde que Gerald Holtom criou o que a maioria de nós hoje conhece como um dos símbolos mais expressivos: o símbolo da paz.

Foto: Elodie Bailly (França),
publicada com a autorização do fotógrafo.

Para comemorar o site http://www.happybirthdaypeace.com/ está exibindo uma galeria formada por imagens enviadas pelos visitantes. Cada imagem, uma reinterpretação pessoal do símbolo.

Mesmo que a paz ainda não tenha sido plenamente conquistada, é coerente pensar que ela sempre será uma busca da humanidade. Cada vez mais, este símbolo tem maior significado nesta luta. Mostre ao mundo seu ponto de vista sobre este assunto.

Mãos à obra! Faça um dos intervalos criativos e contribua com sua versão de imagem da paz.

Para mandar sua imagem> http://www.happybirthdaypeace.com/

Priorizar o conteúdo por data ou por importância?

Postado por auri em 17/mar/2008 Comentar

Em sua última AlertBox, Jakob Nielsen publicou o resultado de um estudo sobre o conteúdo a ser exibido na primeira página de um site. A importância e a linha de tempo, são os dois parâmetros abordados em cada discussão realizada pelos pesquisadores dos laboratórios da HP.
 
Afinal, o que deve estar em destaque na principal? Uma grande história ou o conteúdo mais recente? Dave Winer, um respeitado inventor de manchetes, de softwares para blogueiros dentre outras novidades na área editorial, defende que os sites apresentem o conteúdo respeitando uma ordem cronológica. O último texto a ser inserido aparece primeiro, e os anteriores vão ficando na fila, mais atrás, de acordo com a data.
 
Você pode ver a defesa dele em > http://tinyurl.com/3x4zvn 
 
Quem trabalha com editoriais, sabe que esta não é a ação praticada no dia-a-dia. De fato, esta idéia de Winer, bate de frente com o a abordagem normal, comumente praticada.  Primeiro o que é mais importante. Se é uma grande história, vai ficar em destaque na página principal do site, de maneira a chamar a atenção e causar impacto.

As duas abordagens foram comparadas em um estudo encomendado pelo site do Jornal The Economist e executado pelos laboratórios HP. No final, concluíram que a melhor forma é a que aborda a linha do tempo no caso de a média de vida da história em questão ser menor do que 6 horas. Mas se o tempo de vida de matéria é maior do que 6 horas  o ideal é que ela seja a prioridade.

 
Por tempo de vida de um conteúdo entenda-se o tempo necessário para que o interesse do usuário caia pela metade, por exemplo se medido por número de clicks.
 
Na minha opinião, o tempo de vida de um conteúdo depende ainda de mais uma variável: a natureza do site. Dependendo da quantidade de informação produzida, uma matéria pode ficar ou não por mais de 6 horas. Há casos em que fica até por mais de um dia, sem perder o interesse (resultado de concurso, por exemplo). Para jornais, revistas, blogs ou outros veículos geradores de informação, acho que 6 horas é um número sagrado, considerando que esta pesquisa é baseada em várias deduções e dados coletados do website Digg, totalmente baseado em weirdos. No geral, este detalhe não afeta a credibilidade da pesquisa.
 
A conclusão da pesquisa, pode ser:
  • Prioridade ao conteúdo organizado por data e hora se tem curta duração
  • Prioridade por importância para conteúdo de longa duração
O estudo pode ser visto aqui  > http://www.economist.com/science/displaystory.cfm?story_id=10804121
Para os acadêmicos, versão completa > http://ssrn.com/abstract=1087132 

Metamorfose

Postado por auri em 13/mar/2008 1 comentário

Hoje senti a energia de um amigo especial, muito abalada. Ele anda quieto, com o olhar perdido e o discurso calado. Parece preocupado ou zangado. Mas é algo tão íntimo que não adivinho. Não está expresso em seus resmungos que querem calar pensamentos e matar as tentativas de diálogo. O garoto expressivo e inabalado que conheci, parece estar prestes a passar por uma daquelas etapas da vida que transformam o menino em homem. Que não se perca o menino dentro de você, doce bardo fora de época.