Super Size Me!

27/set/2008 2 comentários

A pessoa vai pro centro de consumo moderno, apinhado de gente, depois de oito horas de trabalho num Sábado. Localiza rápido uma loja de “fast-food”, se empanturra de pão branco, queijo mussarela derretido, manjericão e tomate. Força tudo goela abaixo com suco de polpa sem nutrientes, congelada, de cajá, com açúcar.

Depois, quando a barriga começa a apertar na calça e a sensação de arrependimento bate na frente do espelho, se pergunta: por que eu comi tanto?

Aí, o filme Super Size Me! passa todinho em 5s na tua cabeça. Tarde demais, filha!

Não consigo me entender. Se detesto comida-lixo, por que ainda vou para os lugares aonde vendem isto? Estou totalmente intoxicada, viciada e doente de tanto comer porcaria disfarçada de alimento. A culpa é só minha? Acho que sim. Afinal, eu decido, não é!

2 comentários

  1. Anonymous disse:

    Diferente daquele suco de pitangas colhidas na hora… Paulo Afonso

  2. Adorei as fotos, muito boas.
    Eu também ainda tenho que me livrar dessas bombas de toxina, não consego resistir a uma pizza, ela olha pra mim dizendo “me coma, eu sou deliciosa!” Eu não resisto…

Escreva algo